Viracopos incrementa importações e exportações com Oriente Médio com início de novas rotas aéreas regulares

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), passará a ter, a partir de 19 de novembro, duas frequências regulares semanais de uma nova companhia aérea cargueira internacional: a Qatar Airways Cargo, uma das maiores empresas aéreas cargueiras do mundo.

A Qatar Cargo vai oferecer a ligação de Viracopos com países do Oriente Médio, Europa e América do Sul. Os voos serão realizados com um Boeing 777, na rota Doha-Luxemburgo-Viracopos-Santiago-Doha, nas noites de terça-feira e de sexta-feira.

A nova companhia aérea a operar em Viracopos se soma a outras duas empresas que também anunciaram mais frequências ou ampliação de rotas por Viracopos neste ano: Korean Cargo e Latam Cargo. Hoje, pelos menos 20 empresas cargueiras nacionais e internacionais operam no aeroporto.

A Qatar Airways Cargo serve mais de 60 destinos de carga em todo o mundo a partir de seu moderno e sofisticado hub cargueiro localizado no Hamad International Airport, na cidade de Doha. A Qatar Cargo possui uma frota dedicada de cargueiros composta de 19 Boeing 777, cinco Airbus A330 e dois Boeing 747-800.

“Esta nova conquista de mais frequências de aeronaves cargueiras para o Aeroporto Internacional de Viracopos, somadas às recentemente anunciadas rotas da Korean Cargo e LATAM Cargo, demonstram que Viracopos é a melhor opção no país para operações de carga e, por isso, é peça chave também na logística de carga aérea mundial”, disse o diretor de Operações Marcelo Mota.

“Com sua elevada eficiência operacional, condições comerciais diferenciadas e grande capacidade de processar cargas com agilidade, Viracopos consolida cada vez mais sua vocação cargueira, sendo um dos principais terminais aéreos da América Latina”, concluiu o diretor.

Com esta ampliação, o aeroporto amplia ainda mais sua importância no cenário de transporte de carga aérea no Brasil. Hoje, o Terminal de Carga (TECA) de Viracopos é um dos mais importantes e movimentados do Brasil e é o maior em valor de carga importada no país.

Além de contar com uma ampla, ágil e moderna estrutura para movimentação, armazenamento e liberação de cargas, o aeroporto é responsável por movimentar quase 40% de toda carga aérea importada do país.

Como reconhecimento das melhorias e dos investimentos realizados nos últimos anos, Viracopos foi eleito foi eleito o Melhor Aeroporto de Carga do Mundo no Air Cargo Excellence Awards 2018, na categoria até 400 mil toneladas/ano. A premiação é realizada pela Air Cargo World, uma das principais publicações do setor, e celebra as melhores performances na área de transporte aéreo.


Guedes fala em livre comércio com China: veja principais produtos negociados

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta semana que o governo brasileiro estuda a formação de uma área de livre comércio com a China. A declaração foi feita durante seminário do banco dos Brics. Guedes não deu detalhes das tratativas.

“Estamos conversando com a China sobre a possibilidade de considerarmos uma ‘free trade area’ [área de livre comércio]. Estamos buscando um alto nível de integração. É uma decisão. Queremos nos integrar às cadeias globais. Perdemos tempo demais, temos pressa”, afirmou o ministro no seminário.

A exportação brasileira para a China está concentrada em três produtos básicos: soja, petróleo e ferro respondem por 83% das vendas. O Brasil compra da China principalmente itens industrializados como plataformas de petróleo, produtos manufaturados e eletrônicos.

Dados do Ministério da Economia mostram que, em 2017 e 2018, respectivamente, o Brasil registrou superávit comercial (mais vendeu do que comprou) de US$ 20,16 bilhões e de US$ 29,19 bilhões. Nos dez primeiros meses deste ano, o saldo positivo somou US$ 21,45 bilhões.

Também nesta semana foi realizada em Brasília a 11ª cúpula do grupo formado por cinco países emergentes: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Guedes afirmou, ainda, que não se incomodaria se o atual superávit se equilibrasse mais à frente. Para isso, disse, as exportações brasileiras poderiam avançar 50%, enquanto que as compras feitas no país asiático poderiam dobrar ou, até mesmo, triplicar nos próximos anos. Para ele, o importante seria uma integração maior com a China.


Mercado de locação de empilhadeiras aposta na tecnologia embarcada

Alguns fabricantes de empilhadeiras reportaram bons resultados de faturamento do último ano, com avanço de 20%. No entanto, esse mercado ainda tem muito a crescer no nosso país. Para se ter uma ideia, no Brasil são 8 empilhadeiras para cada 100 mil habitantes. Já em países da Europa, como a Alemanha, esse mercado é bem maior e a projeção é de 100 empilhadeiras para cada 100 mil pessoas, segundo a “Isto É”. Neste contexto, uma área que se destaca é a de locação de empilhadeiras

Players com tecnologia embarcada – A Imparpec – empresa de Campinas especializada em Peças e Locação de equipamentos de Movimentação – possui um viés muito íntimo como mercado de locação de empilhadeiras. Embora a empresa tenha nascido em 1994 com o objetivo de atender um mercado especializado na comercialização de Peças para empilhadeiras, foi a partir de 2006 que a Imparpec ampliou seus serviços passando a atuar e se destacar também na Locação de Empilhadeiras.

Com essa expertise, a empresa identificou um novo gap comercial, no qual a empresa apresenta ao mercado um serviço agregado de telemetria para as empresas interessadas na locação de empilhadeiras com tecnologia embarcada. “Nessa ação diferenciada, temos como parceiro a Softrack desde 2014”, lembra Lauter Ortolan, um dos sócios da empresa.

A Softrack está presente neste processo com soluções que podem ajudar a medir em tempo real a produtividade de máquinas ou operadores, e ainda indicar quais setores da planta precisam de mais equipamentos ou suprimentos. Ao embarcar telemetria nos equipamentos de movimentação, o conceito de “fleet management” oferece a integração dos dados automaticamente, ofertando uma ampla visão, além da rotina das operações. “Entregamos o Business Intelligence na logística que vai muito mais além que uma simples leitura de dados, um projeto de gerenciamento com visibilidade total da planta”, destaca Mário Neto, diretor da Softrack.

Na prática, a Imparpec sabe que está entregando um produto com serviço agregado de muita segurança. “É a telemetria mais completa do mercado”, assegura o outro sócio da Imparpec, o diretor Dalton Fonseca. Em 2018, a empresa iniciou um trabalho que hoje é um verdadeiro case de sucesso com o cliente “Fernadez Papeis”. “No início, locaram 25 empilhadeiras com Telemetria. Eles gostaram tanto do produto, que agora estenderão para os tratores”, completou Fonseca.

Em 2019, Imparpec e Softrack iniciaram a parceira também para a venda de empilhadeiras já com a Telemetria à bordo. “A sinergia é muito boa. Queremos mais ações conjuntas. Agora trabalharemos um espaço, no formato de Showroom, em nossa Sede, no Distrito de Sousas, em Campinas, no interior de São Paulo”, comemora Mário Neto, diretor da Softrack.


Importadoras de veículos da Abeifa vendem 19% a mais em outubro

As vendas de veículos pelas quinze associadas à Abeifa, entidade que reúne importadoras e fabricantes de veículos, cresceram 19,8% em outubro na comparação com setembro, passando de 2,8 mil para 3,4 mil, segundo dados divulgados pela entidade na sexta-feira, 8. Sobre mesmo mês do ano passado, quando os licenciamentos somaram 3,8 mil, o volume de outubro deste ano fica 2,2% menor.

Apesar da melhora do desempenho do setor verificada em outubro, a entidade ainda registra queda no acumulado do ano: em dez meses, as vendas fecharam em 28,4 mil unidades, 8,9% abaixo dos 31,2 mil emplacamentos feitos de janeiro a outubro do ano passado.

Com isso, as filiadas mantêm a projeção de vendas totais para 2019 feita em outubro após sua segunda revisão do cenário e do desempenho do setor de importados e esperam entregar um total de 35 mil veículos até o fim de dezembro.

As quatro filiadas à Abeifa que possuem fábrica no Brasil – BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki – venderam 26,3 mil veículos nacionais entre janeiro e outubro, aumento de 38,4% com relação a iguais meses do ano passado.
Somando os nacionais com os importados, a Abeifa contabiliza a venda total de 54,8 mil veículos em dez meses, alta de 9% no comparativo anual.

Fonte: Automotive Business

Fabricante de implementos 4Truck investe R$ 1 milhão em nova unidade

A fabricante de implementos 4Truck investiu R$ 1 milhão em uma nova fábrica em Guarulhos (SP), próxima à rodovia Presidente Dutra. As instalações têm 12 mil metros quadrados. São quatro vezes maiores que a unidade anterior, na região de Cumbica.

“Tivemos um 2018 muito forte em vendas e o espaço ficou pequeno tanto para produzir como para guardar os veículos prontos e aqueles a implementar”, afirma o CEO da 4Truck, Osmar Oliveira. O executivo recorda que precisou alugar uma área de 5 mil m² para parar os veículos.

Oliveira afirma que pretende dobrar a capacidade de produção em curto prazo e por isso ampliará o quadro de funcionários em 30% em um ano. A 4Truck é especializada em baús de alumínio, baús lonados (siders) e carrocerias de carga seca.

De janeiro a outubro de 2019 o setor de implementos vendeu 99,8 mil unidades no Brasil, registrando alta de 37% sobre iguais meses do ano passado.

Fonte: Automotive Business