BNDES financiará TAV em até R$ 20 bilhões

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou no último dia 8 as condições que serão oferecidas pelo Banco para o financiamento do Trem de Alta de Velocidade (TAV), que fará a interligação entre Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. A participação máxima de recursos públicos no financiamento será de até R$ 19,977 bilhões, atualizada pelo IPCA e limitada a 80% dos itens financiáveis pelo Banco ou 60,3% do investimento total, o que for menor.
Leia mais


Rodovisa inaugura em Varginha sua primeira filial fora de São Paulo

A campineira Rodovisa – especializada no transporte rodoviário de cargas aéreas e marítimas e em serviços logísticos  – acaba de inaugurar sua primeira filial fora do estado de São Paulo, na cidade de Varginha, sul de Minas Gerais. O objetivo da empresa, que participou nos dias 9 e 10 de novembro da feira Scala, em Campinas, é oferecer um atendimento mais rápido e personalizado para a região e também aprimorar o serviço aos clientes que transportam cargas internacionais para o armazém alfandegado (Porto Seco) de Varginha.

Leia mais


GPA LogNews ingressa em seu “ano II”

Neste mês de novembro, o GPA LogNews completa um ano levando até você informações estratégicas das áreas de transporte, logística e comércio exterior. A GPA agradece pela sua confiança e reforça o compromisso de lutar pelo desenvolvimento do setor, mantendo seus leitores bem informados com as principais notícias, rankings e números que fazem o dia a dia deste mercado em constante expansão.


Porto de Santos tem melhor setembro da história

O Porto de Santos fechou o mês de setembro com o total de 8.910.299 toneladas, registrando a terceira maior marca mensal da história, a melhor para os meses de setembro e garantindo o excelente desempenho verificado este ano com o estabelecimento de recordes mensais para todos os meses do ano, até agora. Leia mais


Brasil precisa de R$ 9 bi/ano em investimentos em logística

O Brasil necessita de investimentos de US$ 30,2 bilhões/ano em projetos no segmento para atender às grandes demandas em áreas prioritárias. A afirmação foi feita pelo professor Paulo Resende, da Fundação Dom Cabral, no Sobratema Fórum 2010 – Brasil Infraestrutura, que aconteceu em São Paulo. “Serão necessários US$ 8,6 bilhões em energia, US$ 9 bilhões em logística, US$ 5,6 bilhões em mobilidade urbana e US$ 7,0 bilhões em telecomunicações, um setor onde existem muitas oportunidades para os investidores em razão da necessidade de ampliar a demanda por linhas telefônicas e transmissão de dados”, afirmou.
Leia mais